top of page

Afinal, o que é Biofília?


Fonte: Pinterest



Com o aumento da consciência ambiental e a necessidade de conectar a natureza com ambientes urbanos, o design biofílico tornou-se uma tendência crescente em arquitetura, paisagismo e design de interiores. Além de trazer mais verde para dentro dos espaços construídos, tem como objetivo promover o bem-estar e a saúde dos ocupantes. Essa abordagem também está preocupada com o uso de materiais sustentáveis e a reutilização de recursos.

O termo "biofilia" foi cunhado pelo biólogo americano Edward O. Wilson, em 1984, e se refere à tendência natural do ser humano em buscar conexão com a natureza e com outros seres vivos. O design biofílico, por sua vez, busca trazer essa conexão para dentro dos espaços construídos, através da incorporação de elementos naturais e da criação de ambientes que estimulem os sentidos e a imaginação. Obras em destaque na foto feitas por Neguinha e Nanai, e Irani Rigaud,

disponíveis em nosso acervo.

Nosso Recanto, por Larissa Dias / (Clausem Bonifácio/CASACOR)


No design de interiores, o uso de plantas é um dos elementos mais comuns da biofília. Além de trazer cor e vida ao ambiente, as plantas também ajudam a purificar o ar e a regular a umidade. Outros elementos naturais, como madeira, pedra e água, também podem ser incorporados na decoração, trazendo uma sensação de conforto e tranquilidade. Materiais como madeira certificada, cortiça, bambu e lã natural são opções sustentáveis que podem ser utilizadas para revestir paredes, pisos e móveis. O uso de iluminação natural e a criação de espaços verdes internos também podem ser utilizadas no design de interiores para promover a conexão com a natureza.

(Tarso-FigueiraCASACOR)



Na arquitetura, o design biofílico pode ser aplicado em diversas escalas. Desde a escolha do terreno e a orientação do prédio em relação ao sol e ao vento, até a criação de espaços verdes dentro e ao redor do edifício. A incorporação de elementos naturais no projeto arquitetônico pode ajudar a reduzir o estresse e aumentar a produtividade dos usuários do espaço e isso pode ser alcançado por meio da integração de elementos naturais, como água, luz, ar e plantas. Além disso, a escolha dos materiais de construção é um fator importante para garantir a sustentabilidade do projeto. Materiais como madeira certificada, tijolos de terra crua, vidro reciclado e painéis solares podem ser utilizados para minimizar o impacto ambiental e garantir a eficiência energética do edifício.

Fachada do Bosco Verticale Fonte: Christos Barbalis


No paisagismo, esta prática, cada vez mais comum, tem como objetivo criar espaços externos que sejam agradáveis e saudáveis para as pessoas, ao mesmo tempo em que respeitam o meio ambiente. A escolha das espécies de plantas é um fator importante para garantir a biodiversidade e a sustentabilidade. O uso de plantas nativas ajuda a preservar a flora local e a atrair animais silvestres. O aproveitamento da água da chuva, a utilização de materiais reciclados reduz o impacto ambiental do projeto paisagístico e a criação de jardins verticais também são algumas das técnicas utilizadas pelos paisagistas que trabalham a biofília no design.

Varanda do Casal, por Anna Luiza Rothier / (Denilson Machado/CASACOR)

Em resumo, o design biofílico é uma tendência que busca trazer cada vez mais natureza para dentro do lar, do escritório, entre outrso ambientes, criando espaços mais saudáveis, agradáveis e produtivos. Ele pode ser aplicado em diversos projetos e é uma excelente opção para quem deseja ter uma relação mais harmoniosa com o meio ambiente.

Sarita Avila Interiores Foto: Felipe Araujo

35 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page